Mini Bolo de andares é o luxo em forma de doce!

Tenho visto muitos sites sobre casamentos falarem em mini bolos como lembranças de casamento. Eu já os conheço há muitos anos, mas sempre achei algo muito grande para ser entregue como “lembrancinha”. Até porque costumavam ser cobertos em pasta americana e tals e eu não sou muito chegada nesse material. Mas aí, o tempo passou e eu conheci os mini bolos de chocolate! São bolinhos de 3 andares, lindos maravilhosos, feitos em chocolate e recheadinho com o seu doce favorito. Dia vai, dia vem, descobri que esse mesmo mini bolo de chocolate com 3 andares, pode ser mini, pequeno, médio e grande! Sendo o grande algo de uns 10 cm de altura… nada realmente big! E é assim… o mini pode ser usado como doce de festa ou em caixinhas, como lembrancinhas. E pode rechear com brigadeiro, beijinho, trufa, brigadeiro gourmet do seu sabor preferido e etc. E ainda pode ser decorado com o tema da festa. A partir do pequeno (médio e grande), é recheado com bolo também, e pode ser o sabor que você, ou seus queridos, mais gosta. E fica divino.

Aí, como aqui em casa ninguém e bobo nem nada, resolvemos fazer esses bolinhos de lembrancinha da festa da firma e do casório da minha irmã. Mas veja bem, cada tamanho é aplicado de uma forma, até porque o valor deles também cresce de acordo com o tamanho e decoração. Olha que coisa mais cute-cute que fizemos:

Imagem

Mini Bolo de andar Personalizado para festa de 25 anos de empresa. Tamanho médio.

Imagem

Mini bolo grande e pequeno, para ser usado em festa de casamento como lembrança. Recheado com bolo bem casado.

Imagem

Mini Bolo tamanho grande, feito para presentear padrinhos de casamento.

Imagem

Imagem

Modelo de mini bolo tamanho grande, para ser personalizado de acordo com a festa.

Imagem

Mini bolo docinho de festa, que também é personalizado de acordo com o momento.

Imagem

Outra opção de mini bolo feito para ser docinho de festa.

Imagem

Que amor essa decoração de mini bolo docinho!!

As flores do Jardim de Casa

A Casa da Dinha é sempre muito doce. Tão doce que as flores do jardim daqui da Casa são feitas de açúcar, chocolate, doce de leite, brigadeiro… São flores lindas, perfumadas e muito saborosas. Hoje, especialmente, nossa Casa está se confundindo com floricultura, de tantas rosas que encontramos. Tão belas… No nosso Jardim de Rosas tem rosas de chocolate branco e preto. Tem de côco branco e colorido. Tem rosas de bolo, de pudim e de pavê. Elas enfeitam doces e transformam frutas em delícias cristalizadas. Que tal florear a sua próxima mesa de doces? Elas são tão meigas que combinam com todas as decorações e momentos de vida. Ai rosas…

ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Bolinho de Chuva: gostinho de infância

ImagemA minha relação com o bolinho de chuva é a melhor possível, não fosse os quilos a mais a me proporcionar a cada pedaço. Por não ser algo facilmente encontrado em lanchonetes, cafés e estabelecimentos comerciais, acabei tomando gosto pelo churros e pelo pretzel, como substitutos comerciais. Mas ó, não é a mesma coisa ta? Até porque o bolinho de chuva tem todo um gostinho de infância que só a casa da avó nos proporciona. Porque, assim, eu posso fazer aqui em casa também, mas aquele tempo que passo em cima do tacho cuidando da fritura tira toda a graça dele e me gera um peso na consciência que acabo por nem comer.

Bolinho de chuva faz parte daquelas lembranças gostosas de quando eu era criança, que não voltam mais, sabe? Tá junto com as manhãs ou tardes livres na casa da avó, os dias de férias cheios de guloseimas na casa das amiguinhas, a festa do pijama antes de dormir quando na casa de amigos, fazer picnic no parque da cidade, passar o dia no clube de campo. Oh Jesuis, por que fui lembrar disso tudo agora? Bateu uma ‘sodadi’ no peito…

ImagemFui uma criança bem arteira, faladeira, curiosa e gulosa. E férias pra mim era época de enfiar o pé na jaca – inclusive literalmente, porque um dia encontramos um pé de jaca no clube e testamos a proeza! Férias pra mim era motivo de cometer gordices na casa dos outros e depois voltar pra casa como se só tivesse tomado água o dia inteiro (mamys sempre controlou minha alimentação por ter sido eu uma criança obesa).

O tempo passou, eu continuei gulosa, doida por comidinhas e, infelizmente, brigando com a balança. Sendo assim, vou dividir com você o meu bolinho de chuva preferido e peço para que faça na sua casa e me chame para comer, ta?

A parte mais difícil é fazer a bolinhas e jogar no óleo quente. De resto, é bába!

ImagemColoque uma panela com 1 litro de óleo para aquecer enquanto prepara a massa – porque é bem rápido! Coloque num recipiente 2 ovos, 1 xícara de açúcar, 1 xícara de chá de leite, 2 e ½ xícaras de farinha de trigo e 1 colher de chá de fermento em pó. Misture tudo até ficar uma massa mole e homogênea. Quando o óleo estiver bem quente (180º), com uma colher, comece a colocar pequenas quantidades de massa, e frite até que dourem por inteiro. Coloque os bolinhos sobre papel absorvente e depois passe-os no açúcar com canela.

Essa receita ficam bolinhas. Agora, se quiser, pode colocar mais trigo, e fazer rosquinhas, como minha avó fazia quando criança. Minha irmã inventou moda aqui em casa e começou a colocar doce de leite no meio. Outros colocam goiabada ou nutella. Tudo dá certo e fica um absurdo de bom!! Para fazer isso, é só fazer bolinhas do doce e deixar no congelador por uns minutos (tipo

Imagem

60…), assim facilita a vida na montagem deles com a massa do bolinho e frita. Alguns nossos estouraram e o doce de leite saiu. Mas tudo bem. Ficou bem gostoso mesmo assim! Na hora de servir escolha entre chá, café ou esquece da vida e se joga no chocolate quente!

Festa Junina pode ser do seu jeito II

Em todas as pesquisas que faço sobre Festa Junina, encontro detalhes que me fazem sonhar com a próxima. Para mamães que os filhos nasceram entre junho e julho, ou mesmo para quem quiser, acabei de ver bolos que encheram minha alma e coração de alegria. Talvez pelo colorido deles. A top top top pra mim, foi essa mesa com tulipas e um bolo decorado em tema junino. Não sei se foi o bolo ou as tulipas que me atraíram mais, mas o fato é: essa mesa é a mais mais, ela arrasa no look!! Merece foto pra postar no facebook!!

Imagem

Bolo com decoração caipira também me fisgou. Olha esse que belezinha. Tem retalhos de roupinhas e até trança no chapéu. É um dengo, vai?

Imagem

Bolo coberto e decorado com pasta americana, para ser devorado na festa!

E por último, mas nada menos a desejar, dois bolos que arrasam nas cores e fazem a alegria de qualquer mesa de doces. Seja ela simples ou rebuscada. Provençal ou rústica. Eles cabem bem em todo lugar, com noivinhos ou com fogueira, calenteiam toda festa.

Imagem


Bolo com bandeirolas e fuxicos coloridos. E bolo com tiras coloridas, de pasta americana ou biscuit.

 

 

Festa Junina e o Milho

ImagemA Festa Junina tem origem católica, como quermesses em comemoração aos Santos Antonio (13 de junho), João (24 de junho), Pedro e Paulo (29 de junho), durante todo o mês de Junho. Alguns dizem ainda que o nome na época era Festa Joanina, em homenagem a São João. Mas sei lá, acho o termo Junina mais interessante para não preterir meu Santo predileto, o Antônio. De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial.

 

ImagemVocê já se perguntou por que tantas comidinhas das Festas Juninas são feitas a partir de milho? Eu te conto! Junho é o principal mês de colheita do milho e por isso a maior parte dos doces dessas festas é feita a partir dele: pamonha, cural, milho cozido, canjica, cuscuz, pipoca, bolo de milho e por aí vai. Além das receitas com milho, também fazem parte do cardápio desta época arroz doce, bolo de amendoim, paçoca, doce de abóbora, bolo de pinhão, bombocado, broa de fubá, cocada, pé-de-moleque, quentão, vinho quente, batata doce… uh la La! Quanta coisa boa!

 E sendo Junho o mês da colheita do milho, vou receitar um bolo de fubá cremoso delicioso, que adoçou muitas tardes da minha infância. Tome nota! 

Imagem

Na Batedeira, coloque 3 ovos inteiros peneirados, 2 colheres de sopa de manteiga sem sala e 2 xícaras de açúcar (já diminui, ta! Eram 3, mas acho muito!!). Depois de bem batido, acrescente 1 e ½ xícara (chá) de fubá, 2 colheres (sopa) de farinha de trigo, 1 pires de queijo parmesão ralado, 1 pires de côco ralado, ½ litro de leite integral (eu prefiro desnatado) e, depois de bem homogêneo, por último, 1 colher (sopa) de fermento em pó tipo Royal.

Coloque toda a massa numa assadeira untada com manteiga e farinha de trigo e asse por aproximadamente 30 minutos em forno médio.

 Faz e conta pra gente? Se estiver a fim de variar, coloca goiabada no meio dele que também fica muito bom!!

ImagemImagem

 

My first cake, all by myself

Conhecida por meu gosto em comer bem, nunca fui referência em saber cozinhar com destreza. Até ontem. Porque hoje minha vida mudou. E a causa dessa mudança é a própria que vos escreve. Chega de depender dos outros para comer o que eu quero comer, e mais, chega de terceirizar praqueles com jeito pra coisa, algo que eu também posso fazer. Foi após esse basta que fiz meu primeiro bolo todinho por mim mesma – inclusive a receita!

Estou numa fase – com fé em Deus duração ilimitada – de comer bem, comida de verdade, ser saudável pra ser feliz, sabe? Nessa, e após visita animada a nutricionista, passei e por a mão na massa e fazer os alimentos que tenho vontade de comer. Depois de minha febre pela biomassa de banana verde, não facilmente encontrada, me rendi à farinha de banana verde, essa sim encontrada em qualquer loja de produto natural. E com ela, resolvi ser feliz. Eu amo “bakeds” em geral, por tanto resolvi parar com as tentativas de excluí-los de minha vida. Acho mais pertinente, e de mais fácil sucesso, transformá-los em alimentos funcionais e não tão danosos assim e então ser feliz com eles!

E foi o que fiz. Hoje acordei com uma vontade danada (de mandar flores ao delegado) de bolo de banana com nozes e para tanto, busquei alguma receita orientadora na internet. A informação sobre como usar a farinha de banana verde eu já tinha recebido com a nutricionista e, portanto só me restava a experiência. A receita dizia para eu colocar três bananas, três ovos, canela a gosto, ¾ de óleo, 2 xícaras de açúcar no liquidificador, bater bem, e depois, num recipiente colocar a pasta e acrescentar uma banana picadinha, nozes picadinha, 2 xícaras de trigo peneiradas e por último o fermento em pó. Com a massa homogênea, colocar tudo na assadeira e 40 minutos depois, BINGO! Mas não foi o que eu fiz…

Imagem

Meu bolo lindo, apesar de não tão belo assim, saído do forno!

E eu só vou contar aqui tudo que fiz, porque deu muito certo! O bolo ficou macio, úmido, doce na medida, saboroso, bem assadinho, de provocar calor até aos corações mais gelados. Até mammys que não é fã de bolo precisou se afastar dele para não acabar com a assadeira todinha na hora do almoço. Pois tome nota, porque a receita agora vai pra valer!!

– No liquidificador, coloque os ingrediente abaixo e bata bem, até ficar homogêneo:

3 bananas (picadas, ta!),

3 ovos (inteiros, de preferência caipira),

 ½ xícara (chá) de óleo de Canola,

1/3 xícara (chá) de açúcar light (Não é adoçante, ta?)

Canela a gosto – no meu gosto, umas 3 colheres de sopa!

Feito isso, coloquei tudo num recipiente e acrescentei nessa ordem e lentamente:

– 1 xícara (chá) de trigo branca, peneirada

– ½ xícara (chá) de trigo integral, peneirada

– ½ xícara (chá) de farinha de banana verde, advinha? Peneirada…

– 1 colher (sopa) de fermento em pó.

Depois de tudo muito bem misturado, coloquei na minha linda assadeira redondinha com teflon e coloquei no forno, pré-aquecido, para assar por exatos 36 minutos, em 200 graus (Celsius). Ficou lindo, cheiroso, gostoso, e provocou um aroma tremendamente bom para a cozinha. Quando tirei do forno, bem quentinho, polvilhei açúcar e canela, com muito mais canela do que açúcar e pronto. Lá estava ele, pronto para ser devorado no chá da tarde da Casa da Dinha! Vale dizer que as visitas adoraram… e quem provou, aprovou com louvor! Vem você também tomar chá na Casa da Dinha. Prometo um bolo bem delicioso e funcional pra você também!! 

Imagem

Devoramento de Bolo, AVANTE! Delícia de Banana e Nozes, com Farinha de Banana Verde e Trigo Integral. Aunnnnn….