O perfume da Casa da Dinha

Já faz alguns dias eu estou numa missão – dada por mim mesma – de encontrar o perfume da Casa da Dinha. Apesar de saber que ela cheira a “forno ligado”, queria encontrar um aroma que combinasse com o ambiente. Passei todos esses dias, desde o fim dessa semana passada, misturando cheiros e experimentando. Tô quase ‘loucona’ já, de tanto que cheirei… essências, tá?!?! 

Imagem

Cheirinho de Casa acolhedora, direto pro lavabo daqui.

Assim sendo, consegui criar cheirinhos para diversos ambientes da Casa, que pode combinar com a sua casa também. Esses cheirinhos foram transformados em difusor de ambiente, e ganharam a ‘yellow label’ da Casa da Dinha. Agora então temos o cheirinho de casa, roupinha limpa e bem passada, que lembra essas lojas chiquérrimas de enxoval como Trussard e M.Martan. Temos o cheirinho de quarto que lembra erva doce e capim cidrão e que, além de super perfumar, acalmam as mentes muito pensantes – ou ligadas no 220V como a minha. Temos o cheirinho de criança, escolhido a dedo para o quarto/suíte do meu sobrinho bebê lindo e ainda o cheirinho cítrico-doce-cítrico que cabe bem em salas de reunião, escritório, sala de visitas…

Por enquanto só criamos essas! E meu Deus, dá pra fazer um samba do criolo doido com elas já. A ideia de criar esses difusores com a marca Casa da Dinha é presentear pessoas queridas, levando o gesto de acolhimento para todos os cantos ou limites – se é que eles existem – do mundo. Acredito muito nos cheiros e que eles aproximam ou afastam pessoas, invariavelmente. Por isso a busca por cheirinhos ideais. Já pensou se você recebe visitas e elas não ficam em casa por não se adaptarem ao cheiro? Por isso também criamos eles fraquinhos, porém perceptíveis. Dá um trabalhão encontrar a “medida certa” das essências. Mas o prazer de ver tudo aquilo pronto, decorando AND perfumando a casa, “não tem preço”!!

Imagem

Bom, vou me despedindo por aqui mesmo, antes que os proprietários dos direitos autorais desses tantos slogans por mim utilizados hoje, resolvam me processar.

Anúncios

Cookies Especiais da Casa da Dinha

Imagem

Hoje nós tivemos uma manhã agitada, e muito gostosa, na Casa da Dinha. Me juntei a uma grande amiga e “Cookieira” profissional para desenvolver um mascotinho da Casa da Dinha, as nossas leiteirinhas de Cookie. Apesar desse espaço não ter sido criado com esse objetivo, desde a concepção da Casa da Dinha, pensávamos em ter um produto que fosse a ‘cara’ do projeto e ele nasceu hoje! São cookies no formato da Casa da Dinha, que podem ser individuais em saquinhos laceados lindos, ou coletivas, em leiteirinhas a serem usadas como item de decoração em casa. O objetivo delas é dar ainda mais significância ao tema do nosso blog, uma vez que a Dinha foi a maior doceira da cidade AND é minha bisavó.

Imagem

As Cookies da Casa da Dinha podem ser usadas como presente para os amigos queridos ou para nós mesmos. O mais gostoso delas é a sensação de carinho e aconchego sentidos por quem as degusta. Aquece tudo por dentro, e deixa um gostinho de quero mais. Nós vamos fazer um sorteio, daqui alguns dia, de uma leiteirinha amarela, igual a essa da foto, para os seguidores do Blog Casa da Dinha no Facebook. Para participar, acesse facebook.com/blogcasadadinha e curta a nossa página. Além de estar apto a ganhar essa lembrancinha linda da Casa da Dinha, você receberá sempre informações e dicas daqui da Casa…

Imagem

Assim como a minha amiga Cookieira criou as cookies especiais da Casa 

da Dinha para nossa Casa, ela pode criar a sua ou do seu negócio. Acho tão gentil receber pessoas com um cartão de boas vindas docinho docinho. No mundo de hoje, com tudo digital, ninguém mais guarda cartões. Armazenam os contatos e jogam fora o papel. S

e em vez de papel, for uma cookie, além de linda, não haverá desperdício de papel, será 

sustentável, e contribuirá com o bom humor de quem recebe. Super ideia, hein? Aproveita e faça a sua também. 

A Casa da Dinha

Finalmente dou asas a um projeto sonhado por tanto tempo. Agora muito mais profissa, com design da minha irmã Marisa Corti e estrutura digital da minha amiga Bia Bryan. O blog Casa da Dinha vem com a missão de bater papo gostoso, cheio de história e experiências,  bom humor e alegria, acompanhado por chá com bolachas ou café com bolo, bem ao estilo casa da vovó!  

Na Casa da Dinha a gente se reúne para por a conversa em dia, contar sobre a última viagem, dar dicas de lugares bons para conhecer, comer e viver. A gente reencontra pessoas e conhece de perto aqueles que só víamos de longe. Descobrimos as novidades, tendências, o que ta usando e o que está démodé! Aqui não tem tema, certo ou errado. Falamos sobre o que dá vontade. O lema é dividir, afinal, guardar pra gente além de egoísta é muito chato!

A Casa da Dinha hoje é digital. Mas ela já existiu fisicamente um dia. Dinha é a minha bisavó maternal – mãe, da mãe, da mãe, sabe? E foi na casa dela que passei boa parte da minha infância. O cheiro de café coado nos domingos à tarde era irresistível e um belíssimo convite a longas horas de bate-papo. Na mesa, sempre bolo, pão, mortadela e o que mais as visitas daquele dia tivessem levado. Eu era bem pequena, mas já via graça – e muita – em toda aquela tradição. Quando ela se foi, eu já não tão pequena assim, me indagava onde seriam as próximas rodas de bate-papo da família, uma vez que, ela como matriarca da família, sempre reunia as quatro gerações em volta de uma mesma mesa.

Pois bem, o convite está feito. Realizo aqui os meus mais profundos desejos literários e jornalísticos, intrínsecos em minha alma inquieta. Mas uma boa conversa não se faz sozinha e convido você a interagir comigo, contando um pouco da sua experiência a cada tema que por aqui nascer. Sugestões também são bem vindas e vou querer ouvir a sua história, sua dica, sua experiência. Topa? Seja muito bem vindo à Casa da Dinha. Entre, sente e fique a vontade. O cafezinho está vindo!