O Reino Mágico das Cookies

Quarta-feira passei um dia todo diferente, do começo ao fim. Um dia doce, cheiroso, saboroso e de muitas descobertas. A pedido de uma amiga, acompanhei-a em São Paulo, num curso personalizado com a Margaret, da Cookieria by Margaret. O dia foi mágico desde o início, quando a Rodovia dos Bandeirantes e a Marginal Pinheiros estavam livres para nós – como se tivessem estendido um tapete vermelho a nossa espera.

Imagem

Marlene e Margaret, cookieiras de mão cheia e delicada. E eu, degustadora oficial!

Chegamos à casa da Margaret, onde ela também tem seu doce e caprichoso ateliê, e na porta fomos recepcionadas por sua linda e cheirosa cachorrinha. Dócil e animada, veio abanando o rabinho e nos indicando a adentrar aquele Reino Mágico. Conversa vai, conversa vem, é chegada a hora do nosso cafezinho. Cookies quentinhas, recém saídas do forno, feitas com cacau belga. A cada mordida, um pedacinho do céu se derretia em minha boca. O famoso slogan “impossível comer um só” se aplicaria perfeitamente a essa iguaria! Sempre tão cuidadosa com minha alimentação, engordaria boas libras por essa maravilha em formato de cookie.

Imagem

Cookies da Cookieria by Margaret no meu tema favorito: Santo Antonio. Ele merece todas as honras e glórias, vai?!?!?! Super Santo!

Essa foi apenas uma das gentilezas dessa Cookieira e blogueira excepcional. Seu carinho e acolhimento também deixaram marcas. Eu, infelizmente, precisei me retirar depois de algumas horas por lá, pois estava só de penetra e tinha outros compromissos no período da tarde. Minha amiga Marlene, também cookieira e ainda não blogueira – mas que ainda será – permaneceu por lá até o anoitecer, e pode aprender truques bem interessantes desse Reino Mágico das Cookies. O fim do dia foi coroado com um brigadeiro da Maria Brigadeiro, até porque, nem só de Cookies vive o ser humano, e um pouco de brasilidade sempre cai bem.

Imagem

Eu e Marlene, fechando o dia na Maria Brigadeiro. Ela com as Cookies especiais feitas no curso de imersão da Margaret! Divilindas!!!

Frio merece um Brownie gordo!

ImagemHoje o dia amanheceu frio, chuvoso, com neblina e cheio de manifestação nas estradas aqui do estado de São Paulo. Como estou trabalhando de casa, pude seguir com minha programação normal AND ir na academia de manhã. O que foi ótimo, assim me aqueci e nem senti o frio todo. De toda forma, o frio está avançando e no espaço entre uma digitada e um copo dágua sinto o friozinho lá de fora e junto com o ar gelado, muitas más ideias passam pela minha cabeça. Agora, por exemplo, desejo um brownie suculento com toda a minha força! Pensando nisso, e querendo colaborar demais com vocês, resolvi postar uma receita di-vi-na desse bolo-meio-doce-meio-bolo que me deixa SEMPRE com gostinho de quero mais.

Eu, particularmente, arrisco dizer até para usar chocolate belga tanto em pó quanto em gotas na receita. Já que o pé está na jaca, façamos com classe e muuuuito sabor. O açúcar sigo usando o mascavo. Porque gostei e acho legal usar um produto mais orgânico, sabe? E ah, eu coloco também nozes, avelãs ou amendoas no meio. Fica bãoooo! Essa dica vale inclusive para festas de crianças ou de adultos. De criança, finque um palito de sorvete em cima e coloque um laço! De adultos, embrulhe como bem casado. E se quiser, ainda pode abrir no meio, tipo bolo e colocar brigadeiro. Um absurdo de gostoso! Vambora?

ImagemBrownie de Chocolate Duplo

Receita tirada do Gordelícias! Imagina só se não é bom?

  • 180 g de chocolate meio amargo
  • 120 g de manteiga
  • 1/2 xíc + 2 colheres de sopa de açúcar
  • 3 ovos
  • 1/2 xíc. de farinha de trigo
  • 3 colheres de sopa de chocolate em pó
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1 pitada de sal
  • 30 g de gotas de chocolate

1. Derreta o chocolate com a manteiga no microondas (aproximadamente 1 minuto e meio). Se preferir, derreta em banho maria – cuidado pra não deixar a água espirrar no chocolate!

2. Chocolate e manteiga devidamente derretidos? Acrescente o açúcar, os ovos, a essência de baunilha e misture bem.

3. Adicione a farinha de trigo, o chocolate em pó e a pitada de sal. Misture bastante.

4. Adicione as gotinhas de chocolate na massa. Deixe algumas gotinhas pra salpicar sobre o brownie quando despejarmos a massa no tabuleiro.

5. Espalhe a massa em um tabuleiro forrado com papel manteiga. Adicione as gotinhas restantes sobre a massa e leve ao forno (180º) por aproximadamente 30 minutos.

Imagem6. Faça o teste do palitinho e veja se o palito sai com pedacinhos. O ideal é que o brownie fique mais molhadinho e não tão assado como um bolo tradicional. Veio com pedaços? Tá prontinho!

E aí é só chamar os amigos e correr pro abraço. E pra esteira, porque o estrago é grande!

Doces não juninos se transformam

Corre que junho tá acabando. E apesar das festas juninas se estenderem por todo o mês de julho também, para mim, o significado não é o mesmo (mas aceito convites para o mês que vem também, ok?). Apaixonada por cupcakes que sou, resolvi sugerir outros formatos, decorações e cores para os seus mini bolinhos. Tem quem goste de pasta americana, o que não é o meu caso. Se for o seu, e de seus convidados, aproveite, porque os melhores temas ganham perfeição nesse material. Eu, fã de recheio que sou, gosto mais quando tem ganache por cima do bolinho. Além de lindo, fica mil vezes saboroso e me adoça por “uns par de dias”.

Imagem

Opção com ganache ou marshmellow e pasta americana.

Imagem

Opção com pasta americana.

Imagem

Opção com ganache AND pasta americana para moldar.

Imagem

Pura pasta americana…

Bolinho de Chuva: gostinho de infância

ImagemA minha relação com o bolinho de chuva é a melhor possível, não fosse os quilos a mais a me proporcionar a cada pedaço. Por não ser algo facilmente encontrado em lanchonetes, cafés e estabelecimentos comerciais, acabei tomando gosto pelo churros e pelo pretzel, como substitutos comerciais. Mas ó, não é a mesma coisa ta? Até porque o bolinho de chuva tem todo um gostinho de infância que só a casa da avó nos proporciona. Porque, assim, eu posso fazer aqui em casa também, mas aquele tempo que passo em cima do tacho cuidando da fritura tira toda a graça dele e me gera um peso na consciência que acabo por nem comer.

Bolinho de chuva faz parte daquelas lembranças gostosas de quando eu era criança, que não voltam mais, sabe? Tá junto com as manhãs ou tardes livres na casa da avó, os dias de férias cheios de guloseimas na casa das amiguinhas, a festa do pijama antes de dormir quando na casa de amigos, fazer picnic no parque da cidade, passar o dia no clube de campo. Oh Jesuis, por que fui lembrar disso tudo agora? Bateu uma ‘sodadi’ no peito…

ImagemFui uma criança bem arteira, faladeira, curiosa e gulosa. E férias pra mim era época de enfiar o pé na jaca – inclusive literalmente, porque um dia encontramos um pé de jaca no clube e testamos a proeza! Férias pra mim era motivo de cometer gordices na casa dos outros e depois voltar pra casa como se só tivesse tomado água o dia inteiro (mamys sempre controlou minha alimentação por ter sido eu uma criança obesa).

O tempo passou, eu continuei gulosa, doida por comidinhas e, infelizmente, brigando com a balança. Sendo assim, vou dividir com você o meu bolinho de chuva preferido e peço para que faça na sua casa e me chame para comer, ta?

A parte mais difícil é fazer a bolinhas e jogar no óleo quente. De resto, é bába!

ImagemColoque uma panela com 1 litro de óleo para aquecer enquanto prepara a massa – porque é bem rápido! Coloque num recipiente 2 ovos, 1 xícara de açúcar, 1 xícara de chá de leite, 2 e ½ xícaras de farinha de trigo e 1 colher de chá de fermento em pó. Misture tudo até ficar uma massa mole e homogênea. Quando o óleo estiver bem quente (180º), com uma colher, comece a colocar pequenas quantidades de massa, e frite até que dourem por inteiro. Coloque os bolinhos sobre papel absorvente e depois passe-os no açúcar com canela.

Essa receita ficam bolinhas. Agora, se quiser, pode colocar mais trigo, e fazer rosquinhas, como minha avó fazia quando criança. Minha irmã inventou moda aqui em casa e começou a colocar doce de leite no meio. Outros colocam goiabada ou nutella. Tudo dá certo e fica um absurdo de bom!! Para fazer isso, é só fazer bolinhas do doce e deixar no congelador por uns minutos (tipo

Imagem

60…), assim facilita a vida na montagem deles com a massa do bolinho e frita. Alguns nossos estouraram e o doce de leite saiu. Mas tudo bem. Ficou bem gostoso mesmo assim! Na hora de servir escolha entre chá, café ou esquece da vida e se joga no chocolate quente!

Cookies de Chocolate com Amêndoa que mais parecem Brownie

ImagemPeço licença pra você para postar algo nada junino. Mas muito gostoso! Faz tempo que não como Cookies de Chocolate com Amêndoas e estou doida por elas. Principalmente aquelas que ficam crocante por fora e macias por dentro, sabe? Tipo um brownie em forma de Cookie. Pensando nisso, resolvi compartilhar aqui minha lombriga, e quero ver que tem coragem de fazê-la primeiro! Vambora?

 Vamos colocar 1 xícara de amêndoas picadas e uma pitada generosa de canela numa panela. Para dourar. Esse processo vai durar uns 5 a 10 minutos.

Imagem

 Na batedeira, colocamos 1 xícara de manteiga em temperatura ambiente, 1 e ½ xícara de açúcar, 2 ovos e 1 colher (chá) de essência de baunilha. Batemos isso tudo até ficar bem cremoso, e então juntamos 2 xícaras de farinha de trigo, ½ xícara de cacau em pó, 1 colher (chá) de bicarbonato e uma pitada de sal.

 Pronta a massa, junte 1 xícara de chocolate em gotas ou pedacinhos e as amêndoas já preparadas inicialmente. Leve a massa por 2 a 4 horas na geladeira. Deixado-a descansar e gelar faça bolinhas e coloque para assar no forno já aquecido, por 8 a 10 minutos – em temperatura média.

Boa, hein? O fim de semana já tem cardápio!!

 

A palha, da Itália, que parece brigadeiro

Prometi no post da manhã e cá estou para cumprir promessa. Mas vou contar, para alguém que vive de olho na alimentação, como eu, falar sobre doces já alimenta a alma e é sempre uma boa desculpa. Vim aqui para falar sobre Palha italiana. Um doce que eu amo, mas que não como tanto quanto gostaria. Na semana passada, desejando fazer uma surpresa ao namorado, resolvi fazer o doce, cortar em quadradinhos, por em forminhas e embalar. Ficou a coisa mais linda, olha só:

Imagem

E a receita, no entanto, é tão fácil de fazer! Assim como brigadeiro, dá mais trabalho no preparo do formato, do que do doce em si. Mas…

Lá vai:

1 lata de leite condensado

3 colheres cheias de achocolatado (eu uso Nescau!)

1 colher de manteiga

Junta tudo na panela, mexe e espera ferver. Quando ferver, baixa o fogo e mexe sem parar, até despregar do fundo. Pronto o brigadeiro, vamos a montagem.

Imagem

Num recipiente untado com manteiga, coloque parte do brigadeiro, cubra com bolacha maisena ou maria ou aquela que preferir (usei Bauducco), cubra com brigadeiro de de novo, mais uma cama de bolacha e conclua com brigadeiro. Não precisa ficar muito grosso, tá? Eu só gosto de fazer assim para ficar lisinho e depois, o corte, fica mais bonito.

Deixa esfriar. Eu deixo gelar mesmo.

Depois corte quadrados com uma espátula, envolva no açúcar, coloque em forminhas e embale. Ta aí um lindo presente. E gostoso!

Imagem

Café com Palha Italiana tradicional, do Le Jardin Secret, em SP. Um sonho de sabor!

Depois de pronto e visto o sucesso que fez, pensei em inventar sabores de palha italiana. Assim como deram vida ao Brigadeiro Gourmet, acho a Palha Italiana digna de um sobrenome Gourmet. Sendo assim, vou arriscar umas receitas com sabores diferentes e venho aqui contar pra vocês, depois. Enquanto isso, que tal se esbaldar numa Palha Italiana Napolitana, que encontrei em minhas pesquisas?

Imagem

Brigadeiro Preto, Brigadeiro Branco e Brigadeiro de Morango (Quik)

 Caso seu presenteado, ou você mesmo, não for fã de brigadeiro de morango, que tal um de dois cores? Brigadeiro Branco e Brigadeiro Preto, bem gostosinho e bem lindinho!

Imagem