O fantástico mundo das Cookies

As cookies voltaram a me envolver essa semana, e dessa vez não apenas como degustadora. Minha amiga Marlene me chamou até sua casa para me apresentar o mundo encantado das suas Wonder Cookies! Ela me fez colocar as mãos na massa, literalmente, mas no fim da história, achei bem mais legal brincar de desenhar nelas, e depois comer, do que verdadeiramente fazê-las. Mas eu explico: é muito trabalhoso. Logicamente, é um aprendizado e tanto. E ver aquele mundo de possibilidades bem na minha frente é uma alegria e tanto. Mas preciso ser sincera e dizer que eu não levo muito jeito pra isso.

Imagem

O gosto tá ótimo, porque foi a Marlene que me orientou. Mas, que tal a minha arte?

Se você leva, aproveita, porque eu conheço um mundo de gente apaixonado por cookies de todos os tipos, de canela, de chocolate, de menta, de gengibre, de limão… E em todas elas podemos acrescentar ou trocar itens da receita por itens saudáveis como açúcar orgânico ou mascavo, farinha de banana verde, aveia, linhaça, nozes, amêndoas. Como eu disse acima, um mundo de possibilidades.

Como eu mais me diverti ontem do que realmente quis me profissionalizar no assunto, acabei não decorando a receita. Porém, eu quero aqui propor umas mudanças na receita original. Que tal criarmos algumas possibilidades? Você poderia tentar aí e me dizer o que achou? Eu farei o mesmo aqui em casa e aí comento como ficou.

Imagem

Sonho realizado. Fiz um boneco de Natal grandão! tipo, maior de 15 cm!

 Vamos lá:

Ligue o forno e deixe-o aquecer!

 Enquanto isso, bater bem na batedeira:

125 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente (será que rola light? E margarina? Alguém pode nos acudir???)

½ xícara de açúcar mascavo ou orgânico (será que vai adoçar mais do que o açúcar normal? Bom, tem que tentar… a receita dizia ¾ de açúcar normal…)

2 col. (sobremesa) de canela (eu que inventei, pode tirar se quiser)

1 col. (chá) de essência de baunilha

 Depois de homogênea, acrescentar 1 ovo caipira e tornar a bater bem.

 Na mão ou na batedeira planetária, coloque devagar 3/4 xícara de farinha de trigo + ½ xícara de farinha de trigo integral + ½ xícara de farinha de banana verde e salpique nozes moídas. Por último, adicionar 1 colher (chá) de fermento em pó.

Deixar a massa bem homogênea.

Feito isso, você pode colocar um pouco na geladeira, para ficar firminha e cortar com cortador OU fazer suas bolinhas, rolinhos, e o que mais quiser antes de assar. Pode assar no forno pré-aquecido por +/- 20 minutos, em +/- 200 graus. Tudo aqui é +/- porque vai depender do quão poderoso é o seu forno. Aqui em casa eu deixo a luz acesa de dentro do forno e grudo nele. Afinal, cada caso é um caso, né?!

 Segundo minha amiga, a gênia das cookies, o jeito de abrir a massa é o que define como ficará a sua bolacha. Se deixar a massa muito fina, a chance dela quebrar é enorme. Se ficar muito grossa, ficará mais macia do que crocante… Então, só fazendo pra descobrir o seu gosto. Eu, por ora, continuo pedindo pra minha amiga, que além de fazer bolachas deliciosas, personaliza do jeitinho que a gente quer, com chocolate, pasta americana, glacê real, e com infinidade de cores. Pede também! 

Imagem

Cookies feitas e decoradas pela minha amiga Marlene. Não é uma fofurice??

Anúncios

The Wonder Cookie

Ultimamente ando muito apaixonada por cookies ou bolachas, como preferir chamar. Só não chama de biscoito porque esse é salgado e to aqui falando de bolacha doce! Ando muito devoradora de cookies gourmet, dessas feitas por especialistas no assunto, crocantes e macias, com sabor marcante e viciante. Sentiu o drama? E o sabor? Experimentei uma dessas dias atrás e desde então as desejo todos os dias.

Minha amiga Marlene Matsuo, a mesma que faz aqueles lindos doces decorados do post anterior, sobre Festa de Criança, andou me conquistando pela endorfina. Ela criou uma cookie com sabor marcante de canela que me fez dependente dela. Para ajudar – e não me sentir sozinha nessa dependência – comecei a presentear pessoas queridas com o mesmo sabor, porém personalizando o formato delas. Assim como a Marlene fez as cookies LAISE para o meu aniversário, resolvi presentear crianças com bolachas com letras e tem feito tremendo sucesso – principalmente entre aquelas que estão em fase de alfabetização. É uma lembrança linda e gostosa, que demonstra carinho e atenção de quem dá e sorrisos e satisfação de quem recebe.

Imagem

Cookies LAISE, acompanharam cafézinho pós pizzada!

 Desde que criei o blog, mais precisamente o nome dele, só tenho pensando em cookies e no quão adequado seria esse nome para uma Cookeria ou algo do tipo. Sou aficcionada por sabores que adoçam a vida e desde então tenho pensado muito no assunto. Acho até que a Casa da Dinha fica ainda mais completa com bolachinhas para alimentar nossos bate papos, trocas de informação e conversas de bastidores! Para dar asas à minha imaginação, a Marlene desenvolveu cookies no formato da Casa da Dinha. E elas ficaram tão lindas e gostosas, que resolvi presentear a sogra. Fez sucesso, viu?!? Indico!! Aliás, a sogra já é tão dependente quanto eu, e aceita todos os formatos de cookies, desde que lindos e deliciosos.

 Para uma amiga que tem lojas de sapatos, a Marlene fez um sapatinho lindo, que me deu até dó de entregar – e de comer! Mas achei aquilo uma idéia tão tão maravilhosa, para agradar e agradecer ao cliente, que resolvi tomar partido e agora vou expandir o conceito – e o produto – dentre todos os meus amigos. Uma bolachinha carinhosa proporciona um calorzinho tão bom dentro do alma, que ilumina até os dias mais nublados.

 Não satisfeita só com as cookies, resolvi personalizar alguns potes, com retalhos de tecidos que tinha aqui em casa. Ele ficou gracioso e também foi usado como presente. Já sei que logo terei que fazer outro, pois o tecido desse primeiro que fiz foi tema do casamento de uma grande amiga e acho justo que ela também tenha um pote desses – e cheiinho de cookies! Enfim, eu adoro cookies de canela, mas a cada idéia que passa pela minha cabeça, eu sugiro sabores novos e formatos diferentes. E o mais lindo é que a Marlene faz tudo isso pra mim. Ta aí uma lembrança linda, carinhosa e gostosa para dar aos amados amigos e familiares. Agrada crianças, adultos e vovôs! E a Casa da Dinha atesta, com gostinho de quero mais.

Imagem

Pote personalizado por mim e cookies em formato Casa da Dinha, para presentear!