O Reino Mágico das Cookies

Quarta-feira passei um dia todo diferente, do começo ao fim. Um dia doce, cheiroso, saboroso e de muitas descobertas. A pedido de uma amiga, acompanhei-a em São Paulo, num curso personalizado com a Margaret, da Cookieria by Margaret. O dia foi mágico desde o início, quando a Rodovia dos Bandeirantes e a Marginal Pinheiros estavam livres para nós – como se tivessem estendido um tapete vermelho a nossa espera.

Imagem

Marlene e Margaret, cookieiras de mão cheia e delicada. E eu, degustadora oficial!

Chegamos à casa da Margaret, onde ela também tem seu doce e caprichoso ateliê, e na porta fomos recepcionadas por sua linda e cheirosa cachorrinha. Dócil e animada, veio abanando o rabinho e nos indicando a adentrar aquele Reino Mágico. Conversa vai, conversa vem, é chegada a hora do nosso cafezinho. Cookies quentinhas, recém saídas do forno, feitas com cacau belga. A cada mordida, um pedacinho do céu se derretia em minha boca. O famoso slogan “impossível comer um só” se aplicaria perfeitamente a essa iguaria! Sempre tão cuidadosa com minha alimentação, engordaria boas libras por essa maravilha em formato de cookie.

Imagem

Cookies da Cookieria by Margaret no meu tema favorito: Santo Antonio. Ele merece todas as honras e glórias, vai?!?!?! Super Santo!

Essa foi apenas uma das gentilezas dessa Cookieira e blogueira excepcional. Seu carinho e acolhimento também deixaram marcas. Eu, infelizmente, precisei me retirar depois de algumas horas por lá, pois estava só de penetra e tinha outros compromissos no período da tarde. Minha amiga Marlene, também cookieira e ainda não blogueira – mas que ainda será – permaneceu por lá até o anoitecer, e pode aprender truques bem interessantes desse Reino Mágico das Cookies. O fim do dia foi coroado com um brigadeiro da Maria Brigadeiro, até porque, nem só de Cookies vive o ser humano, e um pouco de brasilidade sempre cai bem.

Imagem

Eu e Marlene, fechando o dia na Maria Brigadeiro. Ela com as Cookies especiais feitas no curso de imersão da Margaret! Divilindas!!!

Cookies Especiais da Casa da Dinha

Imagem

Hoje nós tivemos uma manhã agitada, e muito gostosa, na Casa da Dinha. Me juntei a uma grande amiga e “Cookieira” profissional para desenvolver um mascotinho da Casa da Dinha, as nossas leiteirinhas de Cookie. Apesar desse espaço não ter sido criado com esse objetivo, desde a concepção da Casa da Dinha, pensávamos em ter um produto que fosse a ‘cara’ do projeto e ele nasceu hoje! São cookies no formato da Casa da Dinha, que podem ser individuais em saquinhos laceados lindos, ou coletivas, em leiteirinhas a serem usadas como item de decoração em casa. O objetivo delas é dar ainda mais significância ao tema do nosso blog, uma vez que a Dinha foi a maior doceira da cidade AND é minha bisavó.

Imagem

As Cookies da Casa da Dinha podem ser usadas como presente para os amigos queridos ou para nós mesmos. O mais gostoso delas é a sensação de carinho e aconchego sentidos por quem as degusta. Aquece tudo por dentro, e deixa um gostinho de quero mais. Nós vamos fazer um sorteio, daqui alguns dia, de uma leiteirinha amarela, igual a essa da foto, para os seguidores do Blog Casa da Dinha no Facebook. Para participar, acesse facebook.com/blogcasadadinha e curta a nossa página. Além de estar apto a ganhar essa lembrancinha linda da Casa da Dinha, você receberá sempre informações e dicas daqui da Casa…

Imagem

Assim como a minha amiga Cookieira criou as cookies especiais da Casa 

da Dinha para nossa Casa, ela pode criar a sua ou do seu negócio. Acho tão gentil receber pessoas com um cartão de boas vindas docinho docinho. No mundo de hoje, com tudo digital, ninguém mais guarda cartões. Armazenam os contatos e jogam fora o papel. S

e em vez de papel, for uma cookie, além de linda, não haverá desperdício de papel, será 

sustentável, e contribuirá com o bom humor de quem recebe. Super ideia, hein? Aproveita e faça a sua também. 

Cookies de Chocolate com Amêndoa que mais parecem Brownie

ImagemPeço licença pra você para postar algo nada junino. Mas muito gostoso! Faz tempo que não como Cookies de Chocolate com Amêndoas e estou doida por elas. Principalmente aquelas que ficam crocante por fora e macias por dentro, sabe? Tipo um brownie em forma de Cookie. Pensando nisso, resolvi compartilhar aqui minha lombriga, e quero ver que tem coragem de fazê-la primeiro! Vambora?

 Vamos colocar 1 xícara de amêndoas picadas e uma pitada generosa de canela numa panela. Para dourar. Esse processo vai durar uns 5 a 10 minutos.

Imagem

 Na batedeira, colocamos 1 xícara de manteiga em temperatura ambiente, 1 e ½ xícara de açúcar, 2 ovos e 1 colher (chá) de essência de baunilha. Batemos isso tudo até ficar bem cremoso, e então juntamos 2 xícaras de farinha de trigo, ½ xícara de cacau em pó, 1 colher (chá) de bicarbonato e uma pitada de sal.

 Pronta a massa, junte 1 xícara de chocolate em gotas ou pedacinhos e as amêndoas já preparadas inicialmente. Leve a massa por 2 a 4 horas na geladeira. Deixado-a descansar e gelar faça bolinhas e coloque para assar no forno já aquecido, por 8 a 10 minutos – em temperatura média.

Boa, hein? O fim de semana já tem cardápio!!

 

A palha, da Itália, que parece brigadeiro

Prometi no post da manhã e cá estou para cumprir promessa. Mas vou contar, para alguém que vive de olho na alimentação, como eu, falar sobre doces já alimenta a alma e é sempre uma boa desculpa. Vim aqui para falar sobre Palha italiana. Um doce que eu amo, mas que não como tanto quanto gostaria. Na semana passada, desejando fazer uma surpresa ao namorado, resolvi fazer o doce, cortar em quadradinhos, por em forminhas e embalar. Ficou a coisa mais linda, olha só:

Imagem

E a receita, no entanto, é tão fácil de fazer! Assim como brigadeiro, dá mais trabalho no preparo do formato, do que do doce em si. Mas…

Lá vai:

1 lata de leite condensado

3 colheres cheias de achocolatado (eu uso Nescau!)

1 colher de manteiga

Junta tudo na panela, mexe e espera ferver. Quando ferver, baixa o fogo e mexe sem parar, até despregar do fundo. Pronto o brigadeiro, vamos a montagem.

Imagem

Num recipiente untado com manteiga, coloque parte do brigadeiro, cubra com bolacha maisena ou maria ou aquela que preferir (usei Bauducco), cubra com brigadeiro de de novo, mais uma cama de bolacha e conclua com brigadeiro. Não precisa ficar muito grosso, tá? Eu só gosto de fazer assim para ficar lisinho e depois, o corte, fica mais bonito.

Deixa esfriar. Eu deixo gelar mesmo.

Depois corte quadrados com uma espátula, envolva no açúcar, coloque em forminhas e embale. Ta aí um lindo presente. E gostoso!

Imagem

Café com Palha Italiana tradicional, do Le Jardin Secret, em SP. Um sonho de sabor!

Depois de pronto e visto o sucesso que fez, pensei em inventar sabores de palha italiana. Assim como deram vida ao Brigadeiro Gourmet, acho a Palha Italiana digna de um sobrenome Gourmet. Sendo assim, vou arriscar umas receitas com sabores diferentes e venho aqui contar pra vocês, depois. Enquanto isso, que tal se esbaldar numa Palha Italiana Napolitana, que encontrei em minhas pesquisas?

Imagem

Brigadeiro Preto, Brigadeiro Branco e Brigadeiro de Morango (Quik)

 Caso seu presenteado, ou você mesmo, não for fã de brigadeiro de morango, que tal um de dois cores? Brigadeiro Branco e Brigadeiro Preto, bem gostosinho e bem lindinho!

Imagem

 

O fantástico mundo das Cookies

As cookies voltaram a me envolver essa semana, e dessa vez não apenas como degustadora. Minha amiga Marlene me chamou até sua casa para me apresentar o mundo encantado das suas Wonder Cookies! Ela me fez colocar as mãos na massa, literalmente, mas no fim da história, achei bem mais legal brincar de desenhar nelas, e depois comer, do que verdadeiramente fazê-las. Mas eu explico: é muito trabalhoso. Logicamente, é um aprendizado e tanto. E ver aquele mundo de possibilidades bem na minha frente é uma alegria e tanto. Mas preciso ser sincera e dizer que eu não levo muito jeito pra isso.

Imagem

O gosto tá ótimo, porque foi a Marlene que me orientou. Mas, que tal a minha arte?

Se você leva, aproveita, porque eu conheço um mundo de gente apaixonado por cookies de todos os tipos, de canela, de chocolate, de menta, de gengibre, de limão… E em todas elas podemos acrescentar ou trocar itens da receita por itens saudáveis como açúcar orgânico ou mascavo, farinha de banana verde, aveia, linhaça, nozes, amêndoas. Como eu disse acima, um mundo de possibilidades.

Como eu mais me diverti ontem do que realmente quis me profissionalizar no assunto, acabei não decorando a receita. Porém, eu quero aqui propor umas mudanças na receita original. Que tal criarmos algumas possibilidades? Você poderia tentar aí e me dizer o que achou? Eu farei o mesmo aqui em casa e aí comento como ficou.

Imagem

Sonho realizado. Fiz um boneco de Natal grandão! tipo, maior de 15 cm!

 Vamos lá:

Ligue o forno e deixe-o aquecer!

 Enquanto isso, bater bem na batedeira:

125 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente (será que rola light? E margarina? Alguém pode nos acudir???)

½ xícara de açúcar mascavo ou orgânico (será que vai adoçar mais do que o açúcar normal? Bom, tem que tentar… a receita dizia ¾ de açúcar normal…)

2 col. (sobremesa) de canela (eu que inventei, pode tirar se quiser)

1 col. (chá) de essência de baunilha

 Depois de homogênea, acrescentar 1 ovo caipira e tornar a bater bem.

 Na mão ou na batedeira planetária, coloque devagar 3/4 xícara de farinha de trigo + ½ xícara de farinha de trigo integral + ½ xícara de farinha de banana verde e salpique nozes moídas. Por último, adicionar 1 colher (chá) de fermento em pó.

Deixar a massa bem homogênea.

Feito isso, você pode colocar um pouco na geladeira, para ficar firminha e cortar com cortador OU fazer suas bolinhas, rolinhos, e o que mais quiser antes de assar. Pode assar no forno pré-aquecido por +/- 20 minutos, em +/- 200 graus. Tudo aqui é +/- porque vai depender do quão poderoso é o seu forno. Aqui em casa eu deixo a luz acesa de dentro do forno e grudo nele. Afinal, cada caso é um caso, né?!

 Segundo minha amiga, a gênia das cookies, o jeito de abrir a massa é o que define como ficará a sua bolacha. Se deixar a massa muito fina, a chance dela quebrar é enorme. Se ficar muito grossa, ficará mais macia do que crocante… Então, só fazendo pra descobrir o seu gosto. Eu, por ora, continuo pedindo pra minha amiga, que além de fazer bolachas deliciosas, personaliza do jeitinho que a gente quer, com chocolate, pasta americana, glacê real, e com infinidade de cores. Pede também! 

Imagem

Cookies feitas e decoradas pela minha amiga Marlene. Não é uma fofurice??

The Wonder Cookie

Ultimamente ando muito apaixonada por cookies ou bolachas, como preferir chamar. Só não chama de biscoito porque esse é salgado e to aqui falando de bolacha doce! Ando muito devoradora de cookies gourmet, dessas feitas por especialistas no assunto, crocantes e macias, com sabor marcante e viciante. Sentiu o drama? E o sabor? Experimentei uma dessas dias atrás e desde então as desejo todos os dias.

Minha amiga Marlene Matsuo, a mesma que faz aqueles lindos doces decorados do post anterior, sobre Festa de Criança, andou me conquistando pela endorfina. Ela criou uma cookie com sabor marcante de canela que me fez dependente dela. Para ajudar – e não me sentir sozinha nessa dependência – comecei a presentear pessoas queridas com o mesmo sabor, porém personalizando o formato delas. Assim como a Marlene fez as cookies LAISE para o meu aniversário, resolvi presentear crianças com bolachas com letras e tem feito tremendo sucesso – principalmente entre aquelas que estão em fase de alfabetização. É uma lembrança linda e gostosa, que demonstra carinho e atenção de quem dá e sorrisos e satisfação de quem recebe.

Imagem

Cookies LAISE, acompanharam cafézinho pós pizzada!

 Desde que criei o blog, mais precisamente o nome dele, só tenho pensando em cookies e no quão adequado seria esse nome para uma Cookeria ou algo do tipo. Sou aficcionada por sabores que adoçam a vida e desde então tenho pensado muito no assunto. Acho até que a Casa da Dinha fica ainda mais completa com bolachinhas para alimentar nossos bate papos, trocas de informação e conversas de bastidores! Para dar asas à minha imaginação, a Marlene desenvolveu cookies no formato da Casa da Dinha. E elas ficaram tão lindas e gostosas, que resolvi presentear a sogra. Fez sucesso, viu?!? Indico!! Aliás, a sogra já é tão dependente quanto eu, e aceita todos os formatos de cookies, desde que lindos e deliciosos.

 Para uma amiga que tem lojas de sapatos, a Marlene fez um sapatinho lindo, que me deu até dó de entregar – e de comer! Mas achei aquilo uma idéia tão tão maravilhosa, para agradar e agradecer ao cliente, que resolvi tomar partido e agora vou expandir o conceito – e o produto – dentre todos os meus amigos. Uma bolachinha carinhosa proporciona um calorzinho tão bom dentro do alma, que ilumina até os dias mais nublados.

 Não satisfeita só com as cookies, resolvi personalizar alguns potes, com retalhos de tecidos que tinha aqui em casa. Ele ficou gracioso e também foi usado como presente. Já sei que logo terei que fazer outro, pois o tecido desse primeiro que fiz foi tema do casamento de uma grande amiga e acho justo que ela também tenha um pote desses – e cheiinho de cookies! Enfim, eu adoro cookies de canela, mas a cada idéia que passa pela minha cabeça, eu sugiro sabores novos e formatos diferentes. E o mais lindo é que a Marlene faz tudo isso pra mim. Ta aí uma lembrança linda, carinhosa e gostosa para dar aos amados amigos e familiares. Agrada crianças, adultos e vovôs! E a Casa da Dinha atesta, com gostinho de quero mais.

Imagem

Pote personalizado por mim e cookies em formato Casa da Dinha, para presentear!

Festa de Criança, como é bom!

Sim, me ausentei por uns dias e foi uma delícia uma amiga dizer: “escute, to entrando todo dia na Casa da Dinha, mas não acho mais nada novo lá!”. Se por um lado é um puxão de orelhas, e dos bem dados, por outro é uma alegria imensa ver alguém se importando e valorizando o que a gente faz. E isso faz um bem danado! Mas eu explico, afinal tudo sempre tem uma explicação. Uma prima, também descendente da Dinha, me pediu para organizar o aniversário de dois anos da sua filhinha. E eu, que quase não me empolgo com festas, topei o desafio e to amando a experiência, afinal, nunca tinha feito festas para outras pessoas. E fazer festa de criança é um verdadeiro playground!

Imagem

Cookies e Cakepop personalizado pela minha artista gourmet favorita, Marlene Matsuo. Decoração da minha irmã, Marisa, para a festa do meu sobrinho lindo.

Se você tem pique e gosta do assunto, invista, porque fazer festa é uma verdadeira festa! Assim como fazer seu próprio plano e roteiro de viagem, organizar uma festa também começa com lápis e papel na mão e, de preferência, em frente a um computador conectado a internet. Primeiro você precisa saber o tema que foi escolhido – isso é, se já foi escolhido -, conhecer o local onde será realizada a bagunça e entender um pouquinho dos sonhos e desejos da criança – isso quando ela já tem idade pra isso. Caso contrário, é com a mãe mesmo. Se o local e o tema não tiver sido escolhido – o que é bem raro nas festas infantis – dá uma mãozinha e sugira você. No meu caso não precisei fazer isso, pois o local escolhido era a casa dela e o tema é o desenho que a lindinha mais gosta de assistir, chegando até a sonhar com eles!

Imagem

The Backyardigans! Com design de Marisa Corti.

Depois de muito pesquisar na internet – Google, sempre meu melhor amigo – encontrei várias decorações lindas, algumas mais ou menos e outras beeem aquém do que eu esperava. Considerando tendências, e avaliando os móveis e objetos já existentes na casa da aniversariante, muitas possibilidades surgiram e de repente toda a idéia inicial caiu por terra. Vimos alternativas bem mais simples, baratas e muito mais lindas para compor uma mesa cheia de personagens e ainda coordenada com o estilo da casa, compondo também a personalidade da aniversariante. 

Meu estilo em festas sempre foi – e sempre será – investir nos doces. Além de amá-los, acho que eles dizem muito sobre uma festa e o que o anfitrião deseja aos seus convidados. Portanto, uma mesa linda-maravilhosa pra mim, tem muito doce que se preze, delicioso e com beleza estonteante. Nesses casos vários tipos de doces, forminhas e bandejas ajudam a compor. Um simples – e lindo – cajuzinho, pode se transformar numa recordação da infância numa mesa retrô (fiz isso na minha festa de 30!). As famosas cookies decoradas, cupcakes com personagens, cakepops e maças de chocolate personalizadas, podem dar um toque criativo, temático e saboroso a uma mesa infantil ou até mesmo adulta. Tudo depende de como ela será decorada. As bolachinhas que acompanham o café podem lembrar o aniversariante e, em vez de redondinhas ou quadradinhas, virarem letras e formarem o nome da pessoa. Na hora de compor uma mesa, tudo pode, principalmente se você for criativo e souber explorar a beleza da simplicidade. Lembrando sempre do sabor – porque meu bem, doces lindos existem aos montes. O mais difícil é achar um lindo de viver e gostoso de comer!

Imagem

Maçâs decoradas com chocolate, com tema da Galinha Pintadinha. Quando falo de doce lindo e gostoso, é isso! Feitos pela Marlene Matsuo, também.

Por ter uma irmã super criativa e de bom gosto, posso sempre contar com seus dotes artísticos nas personalizações de festas e comemorações. No caso da festa da minha priminha, tem sido exatamente assim. Minha irmã já criou convites, lembranças, tags de doces, marmitinhas de doces, painel da aniversariante com seus bichinhos favoritos, enfim… toda papelaria personalizada. O gostoso de fazer festa assim é que você sempre terá e poderá oferecer algo extremamente único aos seus convidados. E isso, não tem dinheiro no mundo que pague. Acho a criatividade um luxo, disponível apenas àqueles de coração aberto e que gostam de festejar.

Imagem

Eis o tema desenvolvido pela Marisa para a minha festa de 30 anos. E essa é a marmitinha de doces que fez tanto sucesso. No dia seguinte todo mundo ainda vive a sua festa!!

Por ora, continuo nos preparativos. Estamos definindo o enfeite de mesa dos convidados agora, que a pedido da minha prima, será algo que as pessoas possam levar pra casa como lembrança – e utilizar! Analisei o espaço de sua casa e transformarei toda a área externa em espaço aconchegante em pleno inverno. Já busquei os melhores fornecedores da cidade, aqueles que nunca dizem não, sabe? Tão mais fácil trabalhar com eles. Porque, sabecomé, mentes criativas não param e ter pessoas por perto que colaborem na realização dos sonhos é tão mais fácil, legal e apaixonante! E assim estamos, conforme tiver novidades, prometo dividir. Mas vou ficando por aqui, porque não posso abrir muita coisa da festa antes dela acontecer! Com certeza postarei tudo aqui, inclusive para ajudá-los a fazer festinhas e festões por aí. Inclusive, listando profissionais perfeitos que trabalham como se fossem pra festa dos filhos deles!

Imagem

Uma das lembrancinhas que estou desenvolvendo pra festa da pequenina. Ainda em fase de testes – até porque, a uma hora dessas, essas gominhas já foram devoradas por moi!