My first cake, all by myself

Conhecida por meu gosto em comer bem, nunca fui referência em saber cozinhar com destreza. Até ontem. Porque hoje minha vida mudou. E a causa dessa mudança é a própria que vos escreve. Chega de depender dos outros para comer o que eu quero comer, e mais, chega de terceirizar praqueles com jeito pra coisa, algo que eu também posso fazer. Foi após esse basta que fiz meu primeiro bolo todinho por mim mesma – inclusive a receita!

Estou numa fase – com fé em Deus duração ilimitada – de comer bem, comida de verdade, ser saudável pra ser feliz, sabe? Nessa, e após visita animada a nutricionista, passei e por a mão na massa e fazer os alimentos que tenho vontade de comer. Depois de minha febre pela biomassa de banana verde, não facilmente encontrada, me rendi à farinha de banana verde, essa sim encontrada em qualquer loja de produto natural. E com ela, resolvi ser feliz. Eu amo “bakeds” em geral, por tanto resolvi parar com as tentativas de excluí-los de minha vida. Acho mais pertinente, e de mais fácil sucesso, transformá-los em alimentos funcionais e não tão danosos assim e então ser feliz com eles!

E foi o que fiz. Hoje acordei com uma vontade danada (de mandar flores ao delegado) de bolo de banana com nozes e para tanto, busquei alguma receita orientadora na internet. A informação sobre como usar a farinha de banana verde eu já tinha recebido com a nutricionista e, portanto só me restava a experiência. A receita dizia para eu colocar três bananas, três ovos, canela a gosto, ¾ de óleo, 2 xícaras de açúcar no liquidificador, bater bem, e depois, num recipiente colocar a pasta e acrescentar uma banana picadinha, nozes picadinha, 2 xícaras de trigo peneiradas e por último o fermento em pó. Com a massa homogênea, colocar tudo na assadeira e 40 minutos depois, BINGO! Mas não foi o que eu fiz…

Imagem

Meu bolo lindo, apesar de não tão belo assim, saído do forno!

E eu só vou contar aqui tudo que fiz, porque deu muito certo! O bolo ficou macio, úmido, doce na medida, saboroso, bem assadinho, de provocar calor até aos corações mais gelados. Até mammys que não é fã de bolo precisou se afastar dele para não acabar com a assadeira todinha na hora do almoço. Pois tome nota, porque a receita agora vai pra valer!!

– No liquidificador, coloque os ingrediente abaixo e bata bem, até ficar homogêneo:

3 bananas (picadas, ta!),

3 ovos (inteiros, de preferência caipira),

 ½ xícara (chá) de óleo de Canola,

1/3 xícara (chá) de açúcar light (Não é adoçante, ta?)

Canela a gosto – no meu gosto, umas 3 colheres de sopa!

Feito isso, coloquei tudo num recipiente e acrescentei nessa ordem e lentamente:

– 1 xícara (chá) de trigo branca, peneirada

– ½ xícara (chá) de trigo integral, peneirada

– ½ xícara (chá) de farinha de banana verde, advinha? Peneirada…

– 1 colher (sopa) de fermento em pó.

Depois de tudo muito bem misturado, coloquei na minha linda assadeira redondinha com teflon e coloquei no forno, pré-aquecido, para assar por exatos 36 minutos, em 200 graus (Celsius). Ficou lindo, cheiroso, gostoso, e provocou um aroma tremendamente bom para a cozinha. Quando tirei do forno, bem quentinho, polvilhei açúcar e canela, com muito mais canela do que açúcar e pronto. Lá estava ele, pronto para ser devorado no chá da tarde da Casa da Dinha! Vale dizer que as visitas adoraram… e quem provou, aprovou com louvor! Vem você também tomar chá na Casa da Dinha. Prometo um bolo bem delicioso e funcional pra você também!! 

Imagem

Devoramento de Bolo, AVANTE! Delícia de Banana e Nozes, com Farinha de Banana Verde e Trigo Integral. Aunnnnn….

Vista quem você é!

Foi com esse título que veio ao mundo o primeiro livro das idealizadoras da Escola de Qualidade de Vida para Mulheres, a Oficina de Estilo. Cristina Zanetti e Fernanda Rezende, duas jovens moças, com formações distintas que se encontraram por um desejo comum, o de transformar vidas. Foi por meio da moda que esse lindo trabalho teve início, há 10 anos, como consultoras de estilo. Depois de muitos armários, malas e vidas organizadas, viram que era hora de dar vida a um lindo projeto, sem precedentes: uma escola de qualidade de vida só para mulheres – todinha para nós, olha só! Um pouquinho do que elas fazem e do que se propuseram a causar em nossas vidas pode ser visto em oficinadeestilo.com.br ou ainda pelo Facebook.com/oficinadeestilo e Instagram.

Imagem

Foto extraída do facebook.com/oficinadeestilo – Cris e Fê, no lançamento do Livro Vista quem você é, na Livraria da Vila, quinta-feira.

 Eu as conheci por acaso, pelo lindo trabalho desenvolvido por elas, e introduzido a mim por queridas amigas que diziam “elas são personal stylist de gente como a gente”! E o melhor, elas são gente como a gente! A curiosidade aguçou meu senso de descobertas e lá fui eu, buscar quem eram elas, o que faziam e como se relacionavam com a moda e o estilo. Foi por aí que percebi que moda nem sempre é o que está na moda. Estilo vai muito mais além e que cada um tem o seu, basta descobri-lo. Depois disso, passei a ver que tudo isso começa com amor próprio, e que essa é a bandeira primordial da Escola delas – e o que elas acreditam de verdade. Ah, amor próprio…, esse tal tão falado, mas tão pouco encontrado por ai. E foi o slogan Substitua Consumo por Auto Estima que me fez cair de amores de vez por tudo aquilo que permeava a Oficina de Estilo.

Imagem

Naquele momento me identifiquei com o conceito propagado por elas e vi ali a oportunidade de dividir um pouco do meu conhecimento e das minhas experiências de “empoderamento” – como elas chamam – com tantas outras lindas mulheres. Depois de algumas trocas de e-mails e de um café no mezanino do escritório delas bem pertinho da Av. Paulista, em São Paulo, passei a integrar o seleto grupo de professores da Oficina, com workshop sobre Planejamento de Viagem. Meu objetivo é encorajar as lindas mulheres a assumir as rédeas de suas viagens – sejam a passeio ou a negócios – e desenvolver o seu próprio roteiro de viagem (e viajar, conhecer, curtir e voltar com a alma repleta de histórias pra contar e autoconhecimento).

Imagem

Extraído do site oficinadeestilo.com.br/cursos.

Pois bem agora, além de professora, sou uma aluna dos workshops da Escola de Qualidade de Vida para Mulheres e tenho trocado minhas consultas no analista, por bate papos e aprendizados na Oficina. Depois delas, outras pessoas maravilhosas entraram em minha vida, pessoas referências em alimentação saudável e bons hábitos, com o intuito de viver bem pra ser feliz. Desde então, muita coisa mudou em minha vida, principalmente em minha forma de ver o mundo.

Enfim, na quinta-feira última passada, com o objetivo de levar toda essa benfeitoria para o mundo, foi finalmente lançado o primeiro livro da Oficina de Estilo. “Vista quem você é – Descubra e Aperfeiçoe o seu estilo pessoal” busca mostrar a cada um que a pessoa que somos é muito mais importante do que a roupa que vestimos. E que, com orientação, é possível ser ainda mais feliz e bem resolvida com nosso corpo e nossa alma. Taí. Mais uma indicação da Casa da Dinha: o livro e a Escola! O livro está disponível na Saraiva on e off line (loja física e internet… rs) e em algumas outras livrarias Brasil around. Comece por ele, que ta mais fácil e chega em sua casa facinho, pronto para ser devorado. Depois dele, escolha um workshop e de um jeitinho de estar em São Paulo para participar. Vale muito o esforço, se é que isso é um esforço, porque, pra mim, é escolha de vida! Amo. E indico!!

Imagem

Capa do Livro Vista quem você é!