El divino cupcake!

Conforme prometido, toda vez que eu experimentar algo realmente interessante, postarei aqui para você. Na verdade isso nem é uma tarefa difícil, porque eu adoro comer e amo contar pra todo mundo quando gosto de algo.

ImagemNo fim da semana passada, num ataque de fúria, resolvi experimentar um cupcake nunca antes visto. E feito por uma pessoa nunca antes experimentada. Já há alguns meses eu tenho visto suas fotos no instagram e no facebook, tanto de brigadeiros quanto de cupcakes e bolos. Ela participa de eventos e, apesar de estar localmente sediada em Itu, interior de São Paulo, já esteve até em eventos na capitália. Isso é muito legal. Além de demonstrar o esforço todo dessa garota (se me permite, assim chamá-la), mãe dedicada de uma garotinha linda – que também só conheço por fotos postadas por ela – e profissional super apaixonada pelo que faz.

ImagemFiz contato e encomendei os cupcakes e brigadeiros que ela teria em pronta entrega – cupcakes de churros (!) e de paçoca – brigadeiros de paçoca e ao leite belga. Fiz questão de ir buscá-los em sua casa, pois além dos doces, queria conhecer quem os fazia. Surpresa maior eu tive ao descobrir que, se já não bastasse a rotina de mãe-dona-de-casa-doceira-mãos-de-fada, ela também tem atividades durante o horário comercial. E pasme, em setor administrativo! Ou seja, nada a ver! Naquele momento fiquei com a pulga atrás da orelha pra saber quantas horas o dia dela tinha, porque com certeza são bem mais que o meu!! Aí, soube que os doces, essas iguarias da gastronomia açucarada, são feitos a noite, madrugadas e fins de semana. E olha, ela faz muita coisa! Quem a acompanha pelas mídias sociais, vê o quanto ela reina numa cozinha!!

Imagem

Já maravilhada com toda essa história, após o almoço, experimentei os brigadeiros. E, a partir de então, foi eleito O melhor brigadeiro de paçoca que já comi. Simples assim. Muito muito bom. E o tamanho também bom, 20grs. Bem ao estilo de Brigadeiria, Brigadeiro Bistrô – no tamanho. Porque no sabor, é bem superior. Gostei porque o gostinho da paçoca, amendoim, imperavam. E pra mim, já que a paçoca nomeia o doce, precisa ter gosto que se preze!

No mesmo dia, após o jantar, eu e o namorado experimentamos o exclusivo cupcake de churros! Deixei ele provar primeiro e, ao ver sua cara de criança provando chocolate branco pela primeira vez, fiquei extasiada. Senhor, Deus Pai, o que era aquilo? Uma massa muito macia com gostinho de canela, recheado e coberto de doce de leite não-tão-doce e salpicado de mais canela! O que me chamou a atenção foi a montagem dele: ela tira o miolinho da massa e não o deixa fora. Ela recheia, coloca um pouco da massa que tinha saído, recheia mais, coloca mais um pedacinho da massa, e por cima, depois de mais recheio, coloca o restante, cobrindo ainda mais com doce de leite. Ou seja, por ter bolo e recheio alternando, o sabor fica maravilhoso sem ficar enjoativo.

ImagemImagem

Imagem

O cupcake de paçoca foi provado no dia seguinte. E também é divino. De brinde você ainda leva uma paçoca rolha na cobertura. Massa deliciosamente feita com amendoim, recheio e cobertura de algo que parecia doce de leite com paçoca, e paçoquinha salpicada. Gostei muito, mas o de churros ainda mais.

Se você gostou, tome nota. O atelier chama Enrolados Brigaderia e fica em Itu, mas pelo que sei ela manda por todo o Brasil. Só não sei se manda Cupcake também. No facebook é fácil achar facebook.com/enroladosbrigaderia. Quem faz é a Camila, e quando conhecê-la perceberá na hora o carinho todo que ela coloca em cada pedacinho do céu, dividido com você! Prova, prova?!?!

Doces não juninos se transformam

Corre que junho tá acabando. E apesar das festas juninas se estenderem por todo o mês de julho também, para mim, o significado não é o mesmo (mas aceito convites para o mês que vem também, ok?). Apaixonada por cupcakes que sou, resolvi sugerir outros formatos, decorações e cores para os seus mini bolinhos. Tem quem goste de pasta americana, o que não é o meu caso. Se for o seu, e de seus convidados, aproveite, porque os melhores temas ganham perfeição nesse material. Eu, fã de recheio que sou, gosto mais quando tem ganache por cima do bolinho. Além de lindo, fica mil vezes saboroso e me adoça por “uns par de dias”.

Imagem

Opção com ganache ou marshmellow e pasta americana.

Imagem

Opção com pasta americana.

Imagem

Opção com ganache AND pasta americana para moldar.

Imagem

Pura pasta americana…

Festa Junina pode ser do seu jeito II

Em todas as pesquisas que faço sobre Festa Junina, encontro detalhes que me fazem sonhar com a próxima. Para mamães que os filhos nasceram entre junho e julho, ou mesmo para quem quiser, acabei de ver bolos que encheram minha alma e coração de alegria. Talvez pelo colorido deles. A top top top pra mim, foi essa mesa com tulipas e um bolo decorado em tema junino. Não sei se foi o bolo ou as tulipas que me atraíram mais, mas o fato é: essa mesa é a mais mais, ela arrasa no look!! Merece foto pra postar no facebook!!

Imagem

Bolo com decoração caipira também me fisgou. Olha esse que belezinha. Tem retalhos de roupinhas e até trança no chapéu. É um dengo, vai?

Imagem

Bolo coberto e decorado com pasta americana, para ser devorado na festa!

E por último, mas nada menos a desejar, dois bolos que arrasam nas cores e fazem a alegria de qualquer mesa de doces. Seja ela simples ou rebuscada. Provençal ou rústica. Eles cabem bem em todo lugar, com noivinhos ou com fogueira, calenteiam toda festa.

Imagem


Bolo com bandeirolas e fuxicos coloridos. E bolo com tiras coloridas, de pasta americana ou biscuit.

 

 

Do campo para as Festas Juninas – O Arroz Doce

ImagemJá falamos em outro post sobre a importância do milho nas Festas Juninas, por conta da época da colheita. Outros dois cereais muito comuns na festa, também devido à época, é o arroz e o amendoim. Por isso toda Festa Junina que se preze tem doces feitos de todos esses itens, como o pé de moleque e a paçoca, já falados, e o arroz doce!

A Casa da Dinha tem uma história muito gostosa com o arroz doce, por muito tempo doce preferido de vários membros da casa. Assim como o doce de abóbora da família, o arroz doce mais que especial tem de ser o nosso! E não aceitamos interferências. Prova você também e depois nos conta. Mas, ó, precisa de paciência, tá? Assim como o doce de abóbora, o segredo está no manuseio e tempo! Vamos à receita?!

Imagem Cozinhe 3 xícaras de arroz em 1 litro de água e um “punhado” de cravos. Quando estiver quase secando a água, acrescente 1 litro de leite de vaca. Ao perceber o leite já absorvido, mas ainda cremosinho, misture 1 lata de leite condensado e 4 colheres (sopa) de açúcar. Mexa bem. Por último, coloque 1 lata de creme de leite SEM soro. Está pronto o arroz doce. Coloque numa travessa e polvilhe canela por cima. Fácil, hein? Faz pra nós?

 

Um pouquinho de História. Você sabe por que usamos bandeirolas como decoração de Festa Junina?

ImagemDentre os enfeites das festas juninas, o mais comum são as bandeirolas. Esses apetrechos surgiram porque os três santos homenageados na festa tinham suas imagens pregadas em bandeiras coloridas e imersas em água, a famosa lavagem dos santos. Com isso, acredita-se que a água fica purificada, fazendo a purificação das pessoas que se molham com elas. Com o passar dos anos, essas bandeiras foram sendo substituídas pelas bandeirinhas menores, que trazem a mesma simbologia de purificar o ambiente da festa. 

Pra quem gosta de inovar, ainda, nas festas juninas, encontramos novidades em estampas de bandeirolas e até uma unha decorada com o apetrecho. Que tal?

Imagem

Imagem

Pede, Moleque!! Virou doce…

ImagemTenho notado ultimamente o poder do chocolate na atração de olhares aqui para a Casa da Dinha. Apesar disso, minha meta deste mês e falar tudo sobre Festa Junina, e portanto amigo chocolate, espera os posts da noite. De dia só doces de Festa Junina tem vez!

Sendo assim, o prato escolhido do momento é o Pé de Moleque. Aquele bem suculento, com leite condensado, docinho docinho, sabe? Ele mesmo! Vamos à receita?

Coloque numa panela 500 grs de amendoim cru – alguns lugares dizem para fazer com ele sem casca. Mas aqui em casa o povo nem liga muito, e colocamos com casca mesmo. Dá uma corzinha legal no produto final! Acrescente 1 xícara de açúcar e coloque no fogo. Mexa até caramelizar. Feito isso, acrescente 1 lata de leite condensado e mexa até começar desgrudar do fundo da panela – esse processo cansa, ta? E lembre que, quanto mais amendoim e açúcar colocar, mais pesado será o seu trabalho. Em seguida despeje em uma forma untada com manteiga. Deixe esfriar um pouco e corte em quadradinhos! Tá feito!! Faz aí e compartilha com a gente, ta?

 ImagemVocê sabe por que, Pé de Moleque?

Existem algumas possibilidades de origem, como tudo que é curioso e histórico, mas a que mais gosto, quem me contou foi o meu historiador particular e namorado nas horas vagas. Em nosso Brasil antigo, quanto era muito comum doceiras venderem seus produtos nas ruas, eram comuns furtos de crianças ‘lombrigadas’ por doces. Então, para não mais serem importunadas por esses inconvenientes, diziam: Pede moleque! Exatamente, do verbo PEDIR! Mas, como bons brasileiros que somos, transformamos o antigo “quebra-queixo” em “pé-de-moleque”.

Historinha

ImagemO pé de moleque surgiu em meados do século XVI com a chegada da cana-de-açúcar à Capitania de São Vicente, trazida pelo navegante Martim Afonso de Sousa. O pé de moleque é extremamente popular no Brasil. A cidade de Piranguinho no sul do estado de Minas Gerais é famosa pela produção artesanal do tradicional pé de moleque mineiro, a qual tem como lema ser a capital nacional do pé de moleque. Nas regiões sul e sudeste do Brasil, o pé de moleque é um doce bastante relacionado às culturas caipiras. Na região Nordeste do Brasil, em estados como Pernambuco e Alagoas, o pé de moleque se transforma em bolo, fazendo a alegria da garotada nas Festas Junina.

 

Festa Junina e o Milho

ImagemA Festa Junina tem origem católica, como quermesses em comemoração aos Santos Antonio (13 de junho), João (24 de junho), Pedro e Paulo (29 de junho), durante todo o mês de Junho. Alguns dizem ainda que o nome na época era Festa Joanina, em homenagem a São João. Mas sei lá, acho o termo Junina mais interessante para não preterir meu Santo predileto, o Antônio. De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial.

 

ImagemVocê já se perguntou por que tantas comidinhas das Festas Juninas são feitas a partir de milho? Eu te conto! Junho é o principal mês de colheita do milho e por isso a maior parte dos doces dessas festas é feita a partir dele: pamonha, cural, milho cozido, canjica, cuscuz, pipoca, bolo de milho e por aí vai. Além das receitas com milho, também fazem parte do cardápio desta época arroz doce, bolo de amendoim, paçoca, doce de abóbora, bolo de pinhão, bombocado, broa de fubá, cocada, pé-de-moleque, quentão, vinho quente, batata doce… uh la La! Quanta coisa boa!

 E sendo Junho o mês da colheita do milho, vou receitar um bolo de fubá cremoso delicioso, que adoçou muitas tardes da minha infância. Tome nota! 

Imagem

Na Batedeira, coloque 3 ovos inteiros peneirados, 2 colheres de sopa de manteiga sem sala e 2 xícaras de açúcar (já diminui, ta! Eram 3, mas acho muito!!). Depois de bem batido, acrescente 1 e ½ xícara (chá) de fubá, 2 colheres (sopa) de farinha de trigo, 1 pires de queijo parmesão ralado, 1 pires de côco ralado, ½ litro de leite integral (eu prefiro desnatado) e, depois de bem homogêneo, por último, 1 colher (sopa) de fermento em pó tipo Royal.

Coloque toda a massa numa assadeira untada com manteiga e farinha de trigo e asse por aproximadamente 30 minutos em forno médio.

 Faz e conta pra gente? Se estiver a fim de variar, coloca goiabada no meio dele que também fica muito bom!!

ImagemImagem

 

Festa Junina pode ser do seu jeito

 

Imagem

Cupcake não é doce de festa junina, certo? Depende! Se você gosta, personalize! E terás o seu CUPCAKE Caipira!

Resolvi googlar algumas mesas decoradas para Festa Junina para que você veja quem nem sempre o excesso de produtos é o mais importante. Olha o charme dessa mesa. Extremamente junina, com pipoca, canjica, arroz doce, bolo de milho e pé de moleque. As bandeirinhas dão um charme todo especial junto às cores dos recipientes!Imagem

Imagem

Se você gosta de cores e vai ter ajuda para montar, trabalhe a decoração ao redor da mesa. Os caipiras vão adorar!!

Se a sua Festa Junina vai ser em casa, olha que super linda essa mesa com produtos caseiros! É uma opção para deixar a casa no clima caipira e agradar a todos!Imagem

Se você não liga tanto para as origens da Festa Junina, e quer mais é comemorar com cores e com a criançada, essa mesa tem tudo a ver! Balas, gomas e pirulitos super coloridos, combinando com as bandeirolas do espaço.ImagemEssa mesa abaixo é outra opção para uma festa junina dentro de casa ou num espaço fechado, pequeno. Olha a fofura dos detalhes xadrez!Imagem

 

Como eu não deixaria de postar, essa mesa pra mim junta tudo que mais amo: cores, doces, brilho, detalhes e bom gosto!! Acho essa mesa bem legal para um aniversário, quando o tema escolhido é festa junina. Agora, se você não se importa com o bolo de pipoca aí no centro, vai fundo, que é sucesso na certa. Na foto debaixo tem até alguns detalhes que fazem todo o charme da mesa. Se fizer essa mesa na sua festa junina, me convida??ImagemImagem